« HE:labs
HE:labs

Você, realmente, sabe o que é uma startup? E MVP? Então vem comigo...

Postado por Flavia Fortes em 19/09/2013

Recentemente, fui convidada a fazer parte do time de desenvolvedores da HE:labs. E, como parte do processo de ambientação na empresa, fui apresentada a uma série de conceitos que estão atrelados ao mercado de serviços web hoje, como por exemplo: startups, aceleradoras, MVP (Minimum Viable Product), lean, entre outros.

Dessa forma, nesse meu primeiro post, venho com a proposta de esclarecer algumas das dúvidas que foram minhas e estão relacionadas a essas definições e espero que a minha pesquisa possa ser tão valiosa para vocês, quanto foi pra mim.

Ok, Flavia. Mas por que falar disso no primeiro post?

Essa é uma pergunta importante. Pois, logo no início da minha pesquisa, notei que mesmo programadores, comerciais/vendedores e empreendedores inseridos no contexto de desenvolvimento de web apps há muito tempo, possuíam dificuldade em definir e explicar o que é um MVP, por exemplo. Daí surgiu a minha preocupação em voltar um pouco aos conceitos básicos que, na verdade, ainda são um mistério para muita gente.

Ao analisar a dinâmica do mercado de serviços web, percebi que nos últimos anos, o mercado brasileiro se tornou muito propício a novos negócios no modelo das startups. É crescente o número de ideias inovadoras e investidores dispostos a aventurar-se no mundo digital.

Com o passar das semanas no meu trabalho como developer da HE, tive a oportunidade de participar de diversos projetos no StartupDEV. Ainda assim, continuava com dificuldade de compreender o que, de fato, era uma startup e um mvp. Entendi, então, que precisava desses conceitos consolidados para oferecer uma melhor experiência para nossos clientes.

Então, afinal de contas, o que é uma startup?

O termo startup surgiu no final da década de 90, nos EUA, período em que ocorreu a formação da chamada Bolha da Internet ou Bolha das Empresas Ponto Com. Foi neste contexto econômico que as empresas começaram a migrar para o âmbito virtual e grandes investimentos foram direcionados para este setor. A base econômica, essencialmente industrial, passou, então, a ser fundamentada em serviços comerciais, utilizando, principalmente, os recursos da tecnologia da informação.

Uma startup é, na maior parte das vezes, uma empresa ou organização em fase embrionária, na qual suas operações ainda se encontram em estado incipiente. Surge, geralmente, de uma ideia inovadora atrelada a soluções, em sua maioria, informatizadas e busca validar seu modelo de negócio para se tornar um empreendimento de sucesso.

E um MVP? O que é e por que é um termo tão importante quando falamos de startups?

O MVP ou Minimum Viable Product é o conjunto mínimo de funcionalidades necessárias para que se possa lançar um produto e validar uma ideia. Sua grande importância jaz sobre a real utilização que os usuários terão e o feedback proveniente de suas experiências.

É uma abordagem Release Early, Release Often proveniente de práticas ágeis. Permite que as próximas decisões a serem tomadas sejam feitas com muito mais segurança e baseadas no que, de fato, o mercado precisa ou espera. Também facilita os casos de insucesso, uma vez que possibilita verificar que a sua solução não atendeu ao problema muito antes de um amplo investimento.

Um ótimo exemplo de como isso funciona na prática está no artigo escrito pelo Rafael Lima, no qual ele descreve como o MVP o ajudou a validar um negócio digital.

O tema ainda gera muitas dúvidas e abre caminhos para diversas outras perguntas, como por exemplo, o que é Lean Startup? Como saber a hora certa de investir em uma ideia e como montar um modelo de negócios? Todas elas pretendo responder nos meus próximos posts. Até breve, pessoal!

Compartilhe

Sabia que nosso blog agora está no Medium? Confira Aqui!