« HE:labs
HE:labs

Quando consegue nos enviar esse orçamento?

Postado por Sylvestre Mergulhão em 19/02/2014

Temos recebido uma quantidade cada vez maior de pessoas interessadas em criar novos negócios digitais. Negócios que se traduzem, basicamente, em software. É um batalhão de pessoas que estão se aventurando nesse mundo digital pela primeira vez... Ainda não conhecem as nuâncias e as diferenças que existem entre comprar ou contratar software e contratar coisas do mundo físico.

Em muitos casos, além de ser a primeira aventura no mundo digital, é também a primeira no mundo empresarial. Essa mistura de novas experiências pode levar à decisões pouco otimizadas, quando tratamos de ambientes de extrema incerteza. Uma parte desses aspirantes não aprendeu que um novo negócio digital é um experimento arriscado, que é necessário validar uma série de premissas, que muitas coisas vão dar errado, que suas ideias não são as melhores do mundo, que não é fácil conseguir 1% de qualquer mercado e que apenas raras exceções são os casos dos softwares que foram do zero a milhões de usuários em poucos meses.

Por conta desse cenário, recebemos, diariamente, e-mails com uma lista de funções desejadas ou com dezenas de mockups de telas seguidas da pergunta: "Quando consegue nos enviar esse orçamento?". Essa foi a última resposta que eu enviei a um desses e-mails. O nome foi alterado por privacidade(*).

Oi Elit*,

Tudo certo? Todos esses mockups, da forma como estão, entram na nossa estimativa tradicional de, pelo menos, 3 meses de trabalho. Está tudo muito grande e cheio de detalhes que fatalmente irão mudar com o decorrer da implementação. Qualquer estimativa estará grosseiramente errada.

Todos os mockups foram feitos sem levar em conta o custo que é a implementação. Isso não é otimizado. Eu arrisco dizer que esse projeto pode ser reduzido seguindo o 'Princípio de Pareto' a 20% do que está especificado e terá a mesma efetividade. Efetividade que precisa ser validada como um negócio, com pessoas reais utilizando para ver como se comporta.

Mais eficiente do que tentar determinar um prazo e um preço para o escopo pré-definido, é trabalhar da forma inversa. Dado um budget definido, determinamos quanto tempo temos de trabalho de uma equipe com o budget.

Outra forma é simplesmente definir aleatoriamente um período: 4 iterações é um bom começo. Costuma ser mais que suficiente para colocar qualquer projeto no ar. E trabalhamos dentro desse tempo priorizando aquilo que há de mais importante no projeto. Estará completo? Não. Mas estará pronto para rodar com clientes reais.

Um dos segredos de software está na boa priorização e na escolha de uma equipe realmente eficiente.

A boa priorização é aquela que foca em entregar o resultado, cortando as gorduras, os 80% que não interessam. Se só temos 4 iterações de uma semana e o projeto tem 4 telas, não adianta ficar as 4 iterações trabalhando na mesma tela... pois nesse caso esgotariam-se as iterações e o usuário teria um sistema pela metade, que não tem fluxo completo e não pode ser usado.

A única forma de descobrir se uma equipe é realmente eficiente é trabalhando com ela. Não há trabalho ou "gógó" comercial que consiga mostrar o quão eficiente é uma equipe. Na HE:labs, nós trabalhamos com iterações de uma semana. Você pode contratar somente uma iteração. Isso é redução de risco para você. Só fazemos dessa forma, pois estamos muito tranquilos e conscientes de que nossa equipe é extremamente eficiente e capaz de fazer muita coisa muito rápido. Ou seja, você pode ter uma visão de trabalhar muitos meses ou anos no projeto. Mas se não estiver satisfeito com nosso serviço, pode cancelar a qualquer momento e não há multa.

Link para referência: http://helabs.com.br/artigos/2013/10/10/nao-vendemos-projetos-de-software/

Agora precisamos conversar novamente, pois tudo isso que falei acima, foge do escopo do serviço MVP, que foi onde começamos nossa conversa. Podemos agendar uma call? Qual melhor dia pra vc? Estou livre hoje na parte da tarde. Um abraço!

Sylvestre Mergulhão

O segredo do sucesso está em manter o pé no chão e usar o trabalho iterativo a seu favor para manter seu negócio alinhado com os interesses dos seus usuários.

Compartilhe

Sabia que nosso blog agora está no Medium? Confira Aqui!