« HE:labs
HE:labs

Relato universitário por Rodrigo Reghini Ferreira

Postado por Eduardo Fiorezi em 04/03/2015
  • Professor, o que é Scrum ? XP é mesmo extreme ?? Tem como desenvolver meu software mais rápido ? Eles bebem cerveja mesmo na sexta-feira ?

De 2 a 3 anos para cá, essas são as perguntas que escuto logo no primeiro dia de aula. Sou professor universitário há 5 anos, mas trabalho com TI há 17, desde que especificações de sistemas eram feitos em editores de texto e usando DFD (Diagrama de Fluxo de Dados). Dããã ?? Deixa pra lá ...

Durante todos esses anos, pude acompanhar a evolução do desenvolvimento de sistemas. Acredito que, agora, estamos bem perto de chegar ao que deveria ser desde o começo : software feito sob medida, exatamente para a necessidade do cliente e, o mais importante, com o cliente do mesmo lado da mesa, priorizando o que ele acha mais importante.

Em sala de aula costumo me deparar com a seguinte controvérsia: alunos trabalham em empresas de TI, onde a sua grande maioria faz software do “jeito antigo”, mas loucos para saberem como é o “jeito novo” de desenvolver software.

Então, como professor, nossa obrigação é não deixar nenhum aluno com dúvida.

Buscar por empresas de referência no mercado, que estão atuando (na prática !!) com desenvolvimento de software voltado ao cliente, é um grande desafio. Estimo que 5% das empresas de software no Brasil estão neste estilo, “na prática” mesmo, ou seja, rejeitando clientes que não aceitam algum tipo de método ágil no desenvolvimento de software.

E onde entra a cerveja ??

Bem, quando encontrei a HE:labs, e mostrei aos alunos a sua metodologia de trabalho, confesso que a primeira pergunta foi : “professor, é sério esse lance da cerveja ?” ... e altas gargalhadas rodaram a sala !! E a segunda foi : “como faço para trabalhar lá ?” ... Enfim, buscando no mercado empresas de referência em desenvolvimento de software, que estivesse realmente praticando o que diz, encontrei a HE:labs. Expliquei o seu método de trabalho antes das aulas de Scrum e XP, e utilizei este método "helabs.com/pt/magica" no decorrer do curso e na prova do bimestre ... O aprendizado sobre o assunto se tornou muito mais fácil, e os alunos só queriam saber sobre métodos ágeis. O mais interessante como professor foi notar que o interesse dos alunos se transformou em conhecimento, já que as notas da turma se mantiveram altas, o ano passou “voando” e os alunos aprenderam brincando (e sem reclamar do professor rsrsrs ...).

Ah, sim, e sobre as respostas que dei aos alunos ... sim, eles podem tomar cerveja e energético na sexta-feira ... não porque eles querem, mas é porque, durante a semana, eles “avassalaram” no design, codificação e testes de software, e caso tudo esteja dentro do combinado com o cliente, sobra tempo até para uma cervejinha !

Rodrigo Reghini Ferreira é analista de projetos e professor na faculdade FGP. Estudioso e entusiasta de métodos ágeis, é fã da HE:labs, desenvolvedor, casado e pai de dois filhos, e tenta “avassalar” na vida pessoal e na profissional ! Contato : rodrigo.reghini@hotmail.com / Twitter : @rodrigoreghini

Compartilhe

Sabia que nosso blog agora está no Medium? Confira Aqui!