« HE:labs
HE:labs

Estreitando os laços entre devs e designers

Postado por Leandro Santos em 11/06/2015

A integração entre o trabalho do desenvolvedor e do designer é essencial para o sucesso de um aplicativo móvel (e isso já foi falado com mais detalhes neste post). Mas o que deve ser feito para que essa integração funcione sem desencontros, frustrações, discussões e dores de cabeça desnecessárias? Irei descrever algumas das técnicas que usamos aqui na HE:labs para atingirmos essa harmonia que dita o ritmo dos projetos da empresa.

HE:labs Office

Em primeiro lugar, é preciso conhecer e dominar a plataforma para a qual você está desenvolvendo. Não adianta tentar "empurrar" componentes ou comportamentos da Web para o mobile, ou de iOS pra Android (e vice-versa). Cada usuário seu tem uma boa quantidade de aplicativos instalados, e eles tem uma identidade de uso que é característica da plataforma. Conhecer essa identidade e saber dos limites da sua plataforma permite que você mantenha o foco no que pode ser entregue. O dev precisa saber das limitações de interface, e o designer precisa saber das limitações de implementação, para que um não comece algo que o outro não possa concluir.

E por falar em começar e concluir, outro ponto essencial nisso tudo é a comunicação. Não existe harmonia sem comunicação. É o ponto chave para atingir todos os objetivos. Sempre saiba o que o outro time está fazendo, quais as dificuldades eles estão enfrentando, o que eles precisam de você e qual é o próximo passo previsto. Entrosamento também é muito importante. No futebol, o meio-campista não vai tocar em profundidade se ele não souber que o atacante está prestes a correr pra receber a bola. O atacante também não vai correr a menos que ele saiba que o meio-campista está prestes a passar a bola pra ele. Esse entrosamento no jogo é decorrente da comunicação nos treinos. Como a gente não tem essa divisão entre treino e jogo, e nem temos adversários, podemos nos comunicar o tempo inteiro. E devemos.

Tendo esses pilares em mente (conhecimento sobre a plataforma e comunicação constante entre os times), algumas técnicas ajudam bastante a desenvolver o trabalho em grupo, mostrando as necessidades de cada lado e dando a consciência sobre o quanto cada tarefa é árdua, por mais simples que possa parecer. Aqui fazemos o seguinte:

  • No momento de concepção/elaboração do aplicativo, quando as funcionalidades estão sendo decididas e as telas começam a tomar forma, é importante que todos participem das discussões. Tanto as questões funcionais quanto as de interface. Também é importante que todos façam rascunhos das telas, para que possam discutir sobre as possibilidades dentro de cada tela (inclusive o cliente participa dessa etapa);

  • Promover workshops sobre diferentes assuntos, para que os times possam conhecer melhor (e na prática) sobre o trabalho dos outros times. Coding Dojo e Pair Programming também são muito úteis para atingir esse objetivo;

  • Ser proativo. Não é bem uma técnica, mas é um diferencial muito grande em qualquer relacionamento, e nesse não seria diferente. Não espere que te ensinem, busque aprender. Não esperem que façam, faça. E se não puder fazer, também não espere: peça. Se antecipe aos problemas, e eles não existirão.

Essas medidas podem significar a mudança na forma do seu time trabalhar e o comportamento individual de cada um, mas certamente será uma mudança positiva. Não só vai melhorar a relação interna do seu time, como também vai melhorar a produtividade e a qualidade das suas entregas. Afinal, é como diz o ditado: “duas cabeças pensam melhor do que uma”.

Compartilhe

Sabia que nosso blog agora está no Medium? Confira Aqui!