« HE:labs
HE:labs

Mulheres, tecnologia e o WTM Rio

Postado por beatriz correia em 17/07/2015

Como é ser mulher e trabalhar em uma área que é mais procurada por pessoas do sexo masculino?

É de conhecimento geral que tem casos que determinadas atividades são mais escolhidas por um gênero do que outro. E claro que uma coisa que influência também é a questão cultural.

Por exemplo: Aqui no Brasil não é raro enxergar a mulher como o centro da família. Aquela que cuida dos filhos, do lar, que mantém o equilíbrio na família, que lembra dos aniversários de todos os parentes, que incentiva o marido a visitar mais vezes os pais. Esse tipo de coisa.

Enquanto que no oriente, dependendo da cultura, isso é um papel masculino. Cuidar dos pais, manter eles por perto, garantir que a esposa esteja feliz e confortável, direcionar os filhos para a escolha certa. O homem é o centro da família.

É claro que, cada pessoa é uma pessoa, independente da cultura, o ser humano tem sua própria personalidade, gostos, anseios e sonhos. E esse balanço de predominância está sempre se remodelando à medida que as pessoas mudam e/ou descobrem coisas que gostam de fazer. Ou que não gostam.

Isso também influencia na hora de escolher uma profissão. E cada vez mais a sociedade está enxergando que não existe mais essa predominância de um gênero ou outro na profissão, as coisas estão bem misturadas. Inclusive na área de tecnologia.

É fato que eu vejo menos mulheres na minha área do que eu gostaria, e eu acho que de certa forma isso desencoraja um pouco as mulheres que estão curiosas sobre a área. Mas isso está mudando, vejo muitas meninas de uma geração mais nova que a minha se interessando pela tecnologia em geral, elas cresceram com isso, enquanto que quando eu era mais nova, eu nem sabia que a minha profissão existia. Alguém que desenvolve o design de interfaces de software.

E sobre trabalhar em uma equipe que a maioria é homem: isso nunca foi um problema. Não vou dizer que "homens são legais no dia a dia de trabalho", porque o certo seria "as pessoas com quem eu trabalho atualmente, independe de ser homem ou mulher, são ótimas no dia a dia de trabalho." Porque antes de sermos homens ou mulheres, somos seres humanos únicos e diferentes.

Então meninas, estão curiosas sobre a área de tecnologia? Se joga, porque é muito legal! Eu particularmente, amo o meu trabalho e não me vejo fazendo outra coisa.

E pra quem não sabe, esse fim de semana acontece aqui no Rio o Woman Techmakers, um evento que visa reunir mulheres das áreas de ciência e technologia e chamar atenção para questões de igualdade de gênero e diversidade para as áreas do STEM (CTEM em português, acrônimo para ciência, tecnologia, engenharia e matemática) através do poder do exemplo. Criar um ambiente aberto onde os desafios podem ser entendidos e superados. Lembrando que as vagas para esta edição de 2015 já esgotaram, mas virão outros encontros é só ficar por dentro dos canais do WTMRIO: twitter, facebook e google plus.

WTM Rio

Compartilhe

Sabia que nosso blog agora está no Medium? Confira Aqui!