Previsões disruptivas: logo mais o mundo inteiro estará conectado

O Singularity University Global Summit 2017, que ocorreu no mês passado nos EUA, é o maior evento que trata sobre o futuro dos negócios, da tecnologia e da humanidade. Nele, dados e previsões são apontados como as regras mais ousadas a serem seguidas.

Todos os anos, a SU Global Summit reúne pensadores, líderes e realizadores mundiais para ajudar a redefinir o futuro dos negócios, tecnologia e humanidade em sua totalidade. O evento deste ano contou com 1.400 participantes de 64 países.

Um dos itens abordados que nos chama a atenção é o de que, no ano de 2010, 1.8 bilhão de pessoas estavam conectadas à internet; em 2017, são 3 bi; e, entre 2022 e 2025, o mundo inteiro. Dessa forma teremos ainda mais conexões, oportunidades e gênios perambulando por aí com um mindset de mudança e inovação.

Segundo as teorias apresentadas, as tecnologias convergentes estão acelerando o progresso humano e criando oportunidades inesperadas a um ritmo insondável.

É nitidamente notável que a economia do século 21 é a do conhecimento, do empreendedorismo, da inovação. Bom, para quem está aberto a mudanças; e, ruim, para pessoas que não conseguem transformar e compreender o processo evolutivo.

Um exemplo interessante de como os bancos já estão vendo tudo isso como produto é o da propaganda recém-lançada do Santander, em que a voz vai narrando que é por culpa da crise, ou de suas escolhas, ou da mudança no mercado, mas a nova profissão é a do empreendedor. Enquanto isso, cenas mostram a carteira de trabalho clássica sendo guardada na gaveta ou jogada para segundo plano.

Este é o momento de maior transição já experimentado pela sociedade. Na propaganda, independentemente do motivo de seu desemprego, sua “nova carteira de trabalho” é a máquina de cartão oferecida por eles, inflando assim o discurso do trabalhador autônomo.

alt

As mudanças estão por aí

Modelos de gestão amplamente utilizados como referência na evolução de empresas líderes já não se mostram tão eficazes. Novos padrões de consumo fizeram cair por terra os típicos métodos de segmentação demográfica.

Negócios sem propósito ou com práticas inadequadas começam a ser questionados e impactados por um consumidor cada vez mais informado e empoderado. O cenário formado pelas tecnologias transformadoras, por pessoas conectadas e pelo movimento de maior conscientização dos negócios aponta para o surgimento de uma nova economia, um novo mundo, no qual o modo de trabalhar, formar talentos, compartilhar valores e exercer a liderança deverá ser muito distinto dos modelos e padrões ainda vigentes.

Pesquisadores defendem que esse é apenas o começo de uma revolução tecnológica, que terá como pilar um conjunto de “tecnologias exponenciais”, como robótica, inteligência artificial, impressão 3D, Internet das Coisas, medicina digital, neurotecnologia, nanotecnologia e biologia sintética. Todas essas forças e ferramentas têm o potencial de mudar, radicalmente, a forma como produzimos, vendemos, consumimos, nos comunicamos e nos relacionamos.

alt

No setor industrial, já falamos aqui sobre o surgimento do novo modelo de produção que vai emergir com possibilidades de eliminação do trabalho do ser humano, que será substituído por robôs.

Daí é que virão os desafios e as oportunidades de novas formas de geração de valor. É prevista uma transformação muito grande na formação e no perfil dos profissionais. Novos conhecimentos e habilidades precisarão ser desenvolvidos em um curto espaço de tempo. Já pensou nisso?

Essa esfera de mudança também tem aberto um campo novo que muitos passaram a estudar e investir: o autoconhecimento.

A era do autoconhecimento

O estudo do próprio perfil, rumo ao autoconhecimento, começa com constatações básicas a respeito de gostos e preferências. Há pessoas, por exemplo, que não toleram enfrentar rotinas que fujam do horário comercial, enquanto outros preferem ter um horário mais flexível e não se importam de trabalhar à noite, ou mesmo em fins de semana.

Algumas pessoas possuem um perfil mais problemático em relação à chefia; outros precisam de ordens e regras claras para poder trabalhar e desenvolver seu potencial. Há ainda pessoas que não têm grande destaque social, mas são capazes de realizar feitos inimagináveis quando sozinhas e isoladas, outras pessoas precisam de um convívio frequente com os demais e se veem deprimidas quando são jogadas em posições de isolamento e distância.

O processo de autoconhecimento, atualmente, é a ferramenta mais falada em desenvolvimento pessoal. Buscando esse caminho, especialistas afirmam que é possível ampliar capacidades e habilidades trazendo à tona a possibilidade de modificar, efetivamente, um comportamento. Isso permite que possamos evoluir tanto no âmbito profissional quanto pessoal, estando mais aptos a liderar e ter posições de destaque em qualquer carreira escolhida.

alt

Nunca se ouviu falar tanto de choaching e nunca vimos tantos profissionais se especializando nesta área, não é mesmo? O processo consiste em trabalhar com clareza os objetivos pessoais e profissionais e ainda alcançar equilíbrio espiritual. Com este autoconhecimento, o indivíduo pode direcionar melhor suas ações, enfocar a realização de seus desejos, sonhos e objetivos, sem desrespeitar suas crenças e valores.

Essas e outras tantas ferramentas que vêm surgindo querem dizer algo para o mercado: é hora de mudar.

Outros pontos importantes foram trazidos no Singularity University Global Summit 2017:

Lembre-se de que no futuro teremos muito mais máquinas do que humanos

O ensino é igual há cem anos. O sistema educacional é resistente a uma mudança disruptiva. Que tal just in time education?

Líderes exponenciais não tentam mudar o mundo. Eles tentam mudar a si mesmos.

Dessa forma os itens colocam a sociedade para pensar e parar para ver que o momento da mudança é crucial para ser evolutivo.

Lembrando que a previsão é a de que, em 2025, todos nós estaremos conectados, e o que sua empresa está fazendo agora para aproveitar da melhor forma as tecnologias e ferramentas que serão oferecidas? Seu concorrente pode estar um passo a sua frente: As próximas duas décadas serão diferentes de qualquer coisa que vivemos nos últimos cem anos.

Pense nisso! E entre em contato. Podemos falar do futuro e criar projetos juntos, além de poder qualificar os projetos que estão em andamento!

HE:labs - Especialista em inserir grandes empresas na nova era digital
Tecnologia para resultados. A solução digital da sua empresa pronta para testar desde a primeira semana, sem riscos.
HE:labs.com

Categorias:

Inovação Transformação Digital

    O que você está esperando?

    Vamos produzir algo espetacular juntos!

    Contrate
    X