Software customizado ou software pronto?

Eis a questão! Algumas empresas que optam por adquirir um software pronto, às vezes, acabam se frustrando porque as necessidades específicas podem não ser suficientemente atendidas. Afinal, pensando que esse mesmo produto criado é direcionado para todos os tipos de demandas de um público geral, sabe-se que é provável que não atenderá às peculiaridades de cada setor.

Neste artigo, trataremos do tema sob muitos aspectos e apontaremos benefícios e ônus de cada uma das opções. Acompanhe!

De quem estamos falando?

  • Softwares prontos: são fechados, ou seja, não permitem customizações, apenas parametrizações. Exemplos: Windows, Office, programas de folha de pagamento, contabilidade, entre outros. Preço: também é fechado e geralmente o valor é aplicado por licenças.

alt

  • Softwares customizáveis: são prontos, porém permitem a inclusão de módulos adicionais, e algumas customizações. O modelo usa os conceitos de gestão de empresas mais conhecidos e aplicáveis à maioria dos negócios. Exemplos: Sistemas de ERP, como SAP, Totvs, Oracle, entre outros. Preço: Neste caso são dois preços: O preço da compra do sistema e o preço da consultoria que fará as customizações e a tão temida, pelos funcionários das empresas, "implantação". Esse último geralmente é cobrado por hora de consultoria.

  • Software customizado: São sistemas desenvolvidos de acordo com as necessidades específicas de um determinado cliente. Este modelo exige um forte relacionamento entre a equipe de desenvolvimento e o cliente a fim de levantar, analisar e refinar todos os requisitos funcionais, e não funcionais, do sistema. Exemplo: Projeto do curso técnico em informática do Senac. Preço: A maioria das empresas desenvolvedoras de software estimam um valor do projeto com base no tempo para desenvolver as funcionalidades apontadas pelo cliente (escopo fechado). Essa é a pior maneira de se pensar em desenvolver software. Primeiro porque como esse software não existe no mercado, não será igual a nenhum outro, ele terá que ser descoberto junto com cliente, em um trabalho que envolve: intelecto e criatividade. Isso não é possível estimar. Aqui na HE:labs trabalhamos com entregas semanais, onde nosso cliente prioriza o que é mais importante e nós desenvolvemos dentro de um ciclo de 5 dias. Toda semana uma versão do software funcionando já é testada pelo cliente. Então, a pergunta não é "qual é o preço?". A pergunta é "quanto eu posso investir?". E entregaremos o melhor time para executar o melhor possível dentro desse limite de investimento. Não há surpresas após meses de projeto para a entrega do software, isso porque aqui, ela é semanal.

Qual devo escolher?

Antes de mais nada é necessário que o comprador ou responsável pela implantação do sistema tenha em mente que o software escolhido deve, principalmente, otimizar os processos, ajudar o trabalho a se tornar eficaz e ser realizado em menos tempo.

alt

Quem contrata softwares prontos quase sempre está pensando no tempo de implantação e no preço, que muitas vezes é menor, mas acaba gastando mais dinheiro para tentar encaixá-lo nas reais necessidades da sua empresa.

Quem busca por softwares customizados, muitas vezes, já comprou um software pronto, tentou um customizável, e aí decidiu que o melhor era fazer algo de acordo com as suas necessidades.

A escolha pode parecer simples se pensarmos apenas em investimento x tempo, mas não é! Ter um software que se comunique com o usuário de uma maneira clara e que expresse exatamente aquilo que é necessário faz toda diferença. Principalmente, quando pensamos em uma empresa com muitos funcionários.

A customização dá chance à equipe de chegar à raiz do problema, indo diretamente ao ponto que é necessário trabalhar, sem abrir espaço para dúvidas. Dessa forma, é possível diminuir muitos erros apenas fazendo com que as telas interajam diretamente com o usuário, utilizando uma linguagem personalizada e sem informações genéricas.

alt

Qualquer mudança que a empresa realizar, trará incômodo para quem trabalha na área. Independentemente da opção que escolher, conte com a ajuda de uma equipe fera em treinamento, ao lado da área de recursos humanos e comunicação, para amenizar os possíveis conflitos e problemas entre os funcionários. Passar por essa etapa em busca de novas soluções é arriscar positivamente em benefício do produto final entregue.

Curiosidade

A tributação do software também é tratada de forma diferente quando se trata de um produto pronto ou personalizado. Esse último é definido pela doutrina e pela jurisprudência pátria como "programa de computador produzido sob encomenda para atender à necessidade específica de determinado usuário". O primeiro é definido como “programa de computador produzido em larga escala de maneira uniforme e colocado no mercado para aquisição por qualquer interessado sob a forma de cópias múltiplas”.

Em vista dessa diferenciação, o Supremo Tribunal Federal – STF e o Superior Tribunal de Justiça – STJ já assentaram o entendimento no sentido de que os programas de computador desenvolvidos para clientes de forma personalizada são serviços, por sua vez, o programa de computador produzido em larga escala, ou chamado “software de prateleira", caracteriza mercadoria.

Independentemente do produto que escolher, analise bem o investimento em longo prazo para que as interferências sejam as menores possíveis.

Querendo saber mais e desenvolver algo personalizado, entre em contato!

HE:labs - Especialista em inserir grandes empresas na nova era digital
Tecnologia para resultados. A solução digital da sua empresa pronta para testar desde a primeira semana, sem riscos.
HE:labs.com

Categorias:

Desenvolvimento

    O que você está esperando?

    Vamos produzir algo espetacular juntos!

    Contrate
    X